quarta-feira, 15 de junho de 2011

Porto Côvo

    Adoro passear, refresca-me o espírito e revitaliza-me a alma...sabe tão bem!!!

    Porto Côvo tem um encanto que interessa a quem procura tranquilidade e natureza.

                                   

    Com os dias maiores e o calor a espreitar não há nada melhor que tirar uns dias para nós, por vezes até um fim-de-semana basta-nos para nos tranquilizar e aproveitar a natureza e o nosso país.

    Pois é, eu gosto muito de um bom hotel mas também adoro uma bela estadia ao ar livre, ou seja, no campismo. É bom, agradável e saudável, óptimo para quem tem crianças também. Poder mostrar e ensinar como conviver com a natureza, claro, que para se ter uma estadia confortável há que ter algumas condições. Nada de muito exagerado e que se pode ir adquirindo ao longo dos anos. Para quem tem um orçamento familiar apertado é uma excelente solução. Convive, conhece, descansa, aproveita e gasta pouco.

    Ora bem, desta vez pegamos em nós, arrumamos a malinha para um fim-de-semana que para ser mais económico, já levávamos a ementa delineada e com os ingredientes necessários na sacola.

    Hoje conhecemos....Porto Côvo.

  
    Esta pequena vila situada no concelho de Sines, está abençoada com praias lindíssimas e um centro pequeno mas acolhedor.
    Tivemos também a sorte de estarmos no inicio do Verão, a calma era notória e agradável.
    Gostámos especialmente dos restaurantes com petiscos, que sabem muito bem depois de um fantástico dia de praia e uma gelataria muito boa no Largo Marquês de Pombal, onde comemos um delicioso gelado com gomas como topping a ouvir música ambiente.
   
    Uma das praias que fomos foi a Praia Grande, como o nome indica é a maior e mais frequentada. O mar estava calmo, a água a uma temperatura convidativa para um mergulho refrescante.

Uma outra praia mais pequena, num belo recanto, muitoooo fixe
  
    Depois de chegar a Porto Covo, não deixe de dar um passeio e de lembrar o refrão da letra de Rui Veloso, alusiva a esta freguesia. Hoje é uma povoação piscatória, fortemente voltada para o turismo, com as suas praias e as suas águas límpidas a constituírem os principais pólos de atracção.

    Percorra as inúmeras praias da costa vicentina como são exemplo disso a praia Grande, a da Ilha, a da Samouqueira, a praia Pequena, a Baía dos Pescadores (porto de pesca), a praia do Serro da Águia, e ainda o Forte do pessegueiro, a Igreja Matriz, o Largo Marquês do Pombal, o Cemitério dos Mouros, o Parque das Merendas e a área do Parque Natural do Sudoeste Alentejano.

    Claro que a acompanhar esta pequena viagem foi a nossa Ajudante de cozinha, a nossa amiga Bimby...hihihhihi...que para variar deu uma grande ajuda. Sim, foi muito bom, sabem que no parque de campismo podem pedir electricidade, assim podem carregar os telemóveis, baterias da maquina fotográfica, computadores, ter uma gambiarra para o convívio nocturno, etc...tudo para que o fim-de-semana seja bastante cómodo.

Bimby no seu melhor

   Uma das praias que visitamos e gostamos muito foi a de São Torpes. É uma praia longa, de areia dourada, água cristalina e com excelentes oportunidades para a prática de surf, devido as suas grandes ondas ( que por acaso não tivemos a oportunidade de ver).   
     Esta praia tem a particularidade de ter a água mais quente de toda a zona devido à proximidade do sistema de arrefecimento da central térmica. É também a primeira praia a partir de Sines com a água menos poluída.


    São Torpes por já não ser o centro de Sines só fica cheio nos fins-de-semana e feriados de verão. É uma praia frequentada por famílias da região, grupos de jovens e muitos surfistas locais.

Fim de tarde em São Torpes

   A tranquilidade das terras alentejanas traz a calma e paz de que se necessita em qualquer viagem de férias e de descanso. Uma fuga à realidade !

Sem comentários:

Enviar um comentário